OS BURROS LANUDOS

SINTRA, CASCAIS

Venha conhecer os burros lanudos da Quinta do Pisão, no Parque Natural Sintra-Cascais, num passeio didático para toda a família.

A Quinta do Pisão, possui um núcleo de burros mirandeses puros, animais da raça Asinina de Miranda, espécie que se encontra em vias de extinção.

A actividade permite às crianças o contacto com a natureza num momento de diversão.

PRÓXIMA VISITA: 17 DEZEMBRO

Para reservas preencha por favor o formulário apresentado, indicando a data pretendida e todas as suas questões. Será contactado pela empresa para concluir todos os procedimentos da reserva.

Visão Geral

  • Ponto de encontro: parque de estacionamento da Quinta do Pisão
  • Horário : das 10h às 12h
  • Duração : 1h15

Tabela de Preços*

  • €12 (Crianças dos 3 aos 13 anos – Para os acompanhantes adultos a participação é gratuita)

Quem Realiza?

Empresa Municipal de Ambiente de Cascais / Cascais Ambiente

+INFO (Carregue para abrir)

Q:Descrição da Actividade

Receção dos participantes no parque de estacionamento, entrega de brochuras sobre a Quinta do Pisão e posterior caminhada em conjunto até ao picadeiro (Porto Covo);

Apresentação dos animais e informação sobre regras de segurança:

Entrada no picadeiro, onde os animais estão preparados, e apresentação dos mesmos. Período inicial de interação. Abordagem de aspetos fenótipos da raça e diferenças em relação aos cavalos.

Saída para passeio pela Quinta do Pisão, durante 1h:15m. O grupo é comandado pelo animal conduzido pelo tratador, e os restantes seguem em fila. Alguns dos acompanhantes dos participantes também poderão conduzir animais e deverão os restantes acompanhar os participantes ao lado, de forma a dar confiança à criança e, simultaneamente, segurar ou amparar numa eventual queda.

A atividade termina na zona do picadeiro

Q:Breve descrição da raça

Animal bem conformado, com manifesta acromegalia, corpulento e rústico.

Altura média, medida com hipómetro ao garrote, nos animais adultos: >1,20 m. (a altura recomendável é 1,35 m.).

Pelagem castanha escura, com gradações mais claras nos costados e face inferior do tronco; branca no focinho e contorno dos olhos; hirsutismo acentuado com pêlo abundante, comprido e grosso, aumentando em extensão e abundância nos costados, face, entre-ganachas, bordos das orelhas e extremidades dos membros; crinas abundantes; ausência de sinais.

Temperamento dócil.

Cabeça volumosa e ganachuda de perfil recto; fronte larga e levemente côncava na linha mediana, coberta de abundante pêlo (chegando a formar-se sobre a fronte uma espécie de “franja”); arcadas orbitárias muito salientes; face curta de chanfro largo; canal entre-ganachas largo; lábios grossos e fortes; orelhas grandes e largas na base, revestidas no seu bordo interior de abundante pilosidade, arredondadas na ponta (formando uma espécie de borla) e dirigidas para a frente; olhos pequenos, dando ao animal uma fisionomia sombria.

Pescoço curto e grosso. Garrote baixo e pouco destacado. Dorso tendendo para a horizontalidade, curto e bem musculado. Peitoral amplo com quilha saliente. Tórax profundo. Costado encurvado. Garupa em ogiva mais elevada que o garrote, pouco destacada. Espáduas curtas e bem desenvolvidas, com ligeira inclinação. Ventre volumoso.

Membros grossos de articulações volumosas, providos de pêlo abundante cobrindo os cascos, machinhos bem desenvolvidos; membros posteriores com tendência a serem estendidos e um pouco canejos; cascos amplos.

Andamentos de grande amplitude mas lentos, pouco ágeis.

Área geográfica de implantação : Nordeste de Portugal, distritos de Bragança (planalto mirandês, nomeadamente concelhos de Bragança, Miranda do Douro, Vimioso, Mogadouro).